Acusado de roubo e falsificação de documento é condenado

Penas ultrapassam oito anos de reclusão.

 

        Um homem foi condenado por decisão da 31ª Vara Criminal da Capital sob a acusação de roubo qualificado e falsificação de documento público.

        Segundo a denúncia, ele teria abordado dois funcionários da Eletropaulo e roubado seus celulares, mas, ao fugir, acabou perdendo a direção do veículo e bateu em um poste. Um policial militar que estava de folga e passava pelo local parou para socorrê-lo e acabou descobrindo que se tratava do assaltante em fuga, que confessou também a posse de CNH falsa, utilizada para ocultar sua situação de foragido.

        Ao proferir a sentença, o juiz Carlos Eduardo Oliveira de Alencar destacou que não restou dúvida quanto à autoria dos delitos e o condenou a cumprir pena de seis anos e oito meses de reclusão, em regime inicial fechado, e pagamento de 16 dias-multa, pelo crime de roubo qualificado; e dois anos de reclusão e 10 dias-multa, por uso de documento falso.

        Processo nº 0073571-58.2017.8.26.0050

 

        Comunicação Social TJSP – RP (texto) / AC (foto)

        imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail