Júri condena réu que avançou sinal vermelho e matou motociclista em Ribeirão Preto

Motorista foi sentenciado a 20 anos de prisão.

        Tribunal do Júri realizado em Ribeirão Preto ontem (5) terminou em condenação de réu acusado de atropelar e matar motoqueiro e fugir sem prestar socorro. A pena foi fixada em 20 anos de reclusão, em regime inicial fechado, pelo crime de homicídio qualificado pelo emprego de recurso que dificultou a defesa. A defesa já interpôs recurso, mas o réu aguardará o julgamento preso.

        A juíza Marta Rodrigues Maffeis Moreira, da 1ª Vara do Júri e das Execuções Criminais da Comarca de Ribeirão Preto, presidiu o julgamento que se iniciou pela manhã e durou cerca de 8 horas. Foram ouvidas 10 testemunhas entre acusação e defesa, além do interrogatório do réu.

        Consta nos autos que na madrugada do dia 27 de novembro de 2017 o réu avançou sem parar em sinal e atingiu uma moto que ingressava na avenida (o sinal estava verde para a moto). O motociclista, de 33 anos, morreu no local. Câmeras de segurança de lojas próximas mostram que a moto bateu na lateral do carro e o piloto foi arremessado. O motorista do carro, mesmo vendo o que havia ocorrido, evadiu-se dali sem prestar socorro.

 

        Processo nº 0041566-70.2017.8.26.0506

 

        Comunicação Social TJSP – FR (texto) / AC (foto)
        imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail