Inaugurado no TJSP retrato do ex-corregedor Maurício Vidigal

        Na tarde de hoje (28) foi realizada, no Palácio da Justiça, a solenidade de inauguração do retrato do ex-corregedor do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Maurício da Costa Carvalho Vidigal. Ele ocupou o cargo no período de 3/3/11 a 21/11/11.

        O início da cerimônia foi marcado pela saudação do atual corregedor-geral da Justiça, desembargador José Renato Nalini, ao homenageado. “Não estamos aqui para lembrar sua consistente contribuição para o Judiciário, estamos aqui para homenagear o corregedor-geral da Justiça, a quem tive a honra de suceder”, falou. “O homenageado é alguém que deixou o seu nome com todas as láureas na magistratura bandeirante e, por isso, merece o reconhecimento e a gratidão do Judiciário.”

        O ex-corregedor Maurício Vidigal agradeceu “aos companheiros de jornada” ao iniciar seu discurso. “No trabalho de juiz, durante quase 42 anos, fui agraciado permanentemente, em primeira e segunda instâncias, pela ajuda inestimável de colegas. O que produzi também lhes é devido.” Segundo ele, decidir é fácil, mas “fundamentar o justo é que, às vezes, é muito difícil e trabalhoso. Busquei fazer o melhor, lutei por minhas ideias, até com ardor excessivo em certas ocasiões, mas jamais me esqueci que a perfeição não existe”.

        Durante toda a carreira ligada ao Judiciário, o desembargador disse que “a grande família forense prestou incontáveis serviços à população. Em milhões de processos, viúvas foram consoladas, órfãos amparados, vítimas indenizadas, direitos legítimos restabelecidos, criminosos punidos, inocentes libertados de falsas acusações. Apesar de falhas e defeitos inevitáveis, temos de nos orgulhar dos imensos serviços prestados; temos de repudiar as críticas inclementes de quem não conhece a Justiça; temos de nos envaidecer pelo que se fez”, concluiu.

        O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Ivan Sartori, disse que o Judiciário tem muito a agradecer ao homenageado. “Ele sempre foi um exemplo para nós, magistrados.”

Segundo o presidente, “todo o feito do desembargador Maurício Vidigal mostra que Sua Excelência, em tão pouco tempo na corregedoria, conseguiu exercer seu mandato com galhardia. Seu trabalho não será esquecido”.

        À solenidade estiveram presentes também o vice-presidente do TJSP, desembargador José Gaspar Gonzaga Franceschini; o secretário-adjunto de Estado da Justiça e Defesa da Cidadania, Fabiano Marques de Paula, representando a secretária e o governador do Estado de São Paulo; o procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo, Fernando Grella Vieira; o corregedor-geral da Procuradoria Geral do Estado, José Luiz Borges de Queiroz, representando o procurador-geral do Estado de São Paulo; o defensor público, coordenador do Núcleo de Segunda Instância e Tribunais Superiores, Pedro Giberti, representando a defensora pública geral do Estado de São Paulo; o presidente da Seção de Direito Privado do TJSP, desembargador Antonio José Silveira Paulilo; o presidente da Seção de Direito Criminal do TJSP, desembargador Antonio Carlos Tristão Ribeiro; o presidente da Associação Paulista de Magistrados (AMB), desembargador Roque Antonio Mesquita de Oliveira; o diretor da Escola Paulista da Magistratura, desembargador Armando Sérgio Prado de Toledo; o ex-presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo, desembargador Paulo Henrique Barbosa Pereira; o procurador de Justiça, Ricardo Antonio Andreucci, representando o presidente do Associação Paulista do Ministério Público; o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção de São Paulo, Marcos da Costa, representando o presidente da OAB-SP; o presidente da Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, José Carlos Madia de Souza; o chefe da Assessoria Policial Militar do TJSP, coronel PM Renato Cerqueira Campos; os ex-corregedores gerais da Justiça do Estado de São Paulo, Antonio Carlos Munhoz Soares e Carlos Eduardo de Carvalho; o orientador do Cerimonial e Relações Públicas do TJSP e decano da Academia Paulista de Letras, poeta Paulo Bomfim; desembargadores, juízes, integrantes do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Braisil, servidores, familiares e amigos do homenageado.

        
        Maurício da Costa Carvalho Vidigal –
É natural da capital. Formou-se em 1965 pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). Atuou nas comarcas de Altinópolis, Ourinhos, Guarulhos e tomou posse como desembargador em 1993. Aposentou-se em 22 de novembro de 2011.

 

        Comunicação Social TJSP – AM (texto) / DS (fotos)

        imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail