TJSP inicia primeiro workshop do projeto 'Justiça Bandeirante'

        Servidores da 4ª Região Administrativa Judiciária (RAJ), com sede em Campinas, participaram hoje (4), na Cidade Judiciária, do primeiro workshop para capacitação no projeto Justiça Bandeirante. O treinamento foi criado para trocar experiências entre os usuários e proporcionar a utilização integral das funcionalidades do Sistema de Automação da Justiça (SAJ), melhorando a prestação jurisdicional.

        No Justiça Bandeirante, lançado no último dia 15, cada RAJ receberá um treinamento de cinco dias para, conjuntamente, discutir e apresentar propostas para a plena aplicação dos recursos tecnológicos, funcionalidades e automação de rotinas cartorárias do SAJ. A Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal identificará e replicará em larga escala as práticas e experiências exitosas.

        No período da manhã, foram realizadas exposições sobre algumas funcionalidades facilitadoras do sistema, que auxiliam na produtividade do cartório. À tarde, os participantes se dividiram em grupos de trabalho, criaram um fórum para compartilhamento de experiências e apresentaram um relatório. Esse material é encaminhado para a STI, que identificará as boas práticas.

 

        Workshop

        A abertura do workshop foi realizada pelo juiz diretor da 4ª RAJ e diretor do Fórum de Campinas, Luiz Antonio Alves Torrano. O magistrado falou sobre a importância do curso e dos funcionários, que são agentes multiplicadores. “Com um treinamento sistematizado, a eficiência do SAJ será muito maior. A capacitação é fundamental para explorarmos o sistema e replicarmos ensinamentos”, disse.

        O presidente da Corte, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, encaminhou uma mensagem em vídeo aos participantes. “Queremos valorizar e capacitar nosso pessoal. Conto com todos para aprimorarmos nossas atividades, renovando conhecimentos e potencializando o uso do sistema de acompanhamento e gerenciamento de processos. Espero que todos tenham um excelente proveito desse trabalho que estamos realizando juntos.”

        O coordenador da 8ª Circunscrição Judiciária – Campinas, desembargador Dimas Borelli Thomaz Júnior, parabenizou a iniciativa. “Demos início hoje a esse curso para que aprimoremos a prestação do serviço público. Hoje em dia, tudo é judicializado. Nossa resposta precisa ser dada à altura da expectativa da população. Aproveitem imensamente essa oportunidade e contem conosco diuturnamente.”

        O juiz assessor da Presidência para assuntos de Tecnologia, Tom Alexandre Brandão, contou que, apesar de o Tribunal estar 100% informatizado, muitas funcionalidades do sistema ainda podem ser exploradas. “Queremos mexer na forma como trabalhamos no Judiciário. O sistema permite várias melhorias. Sozinhos, aqui na TI, não conseguiremos nada. Sozinhos, vocês nos cartório, também não. Mas juntos podemos iniciar uma nova fase de trabalho”, afirmou.

        Também fizeram uso da palavra a secretária da STI, Rosely Padilha de Souza Castilho, e o secretário de Primeira Instância, Pedro Cristóvão Pinto. “O objetivo é catalisar experiências e divulgá-las. Isso faz com que novas características sejam acopladas”, disse Rosely Padilha. “É preciso ter o perfil multiplicador e passar as melhorias aos colegas”, afirmou Pedro Cristóvão. Rafael Mota, analista de treinamento da Softplan, empresa que desenvolve o SAJ em conjunto com o TJSP, abordou os recursos do sistema e o impacto do bom uso.

        O próximo workshop será realizado com servidores da 6ª RAJ – Ribeirão Preto, na semana do próximo dia 18.

 

        Comunicação Social TJSP – AG (texto) / GD (fotos)
        
imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail