Ribeirão Preto recebe segundo workshop do projeto ‘Justiça Bandeirante’

        A 6ª Região Administrativa Judiciária (RAJ), sediada em Ribeirão Preto, recebeu nesta semana (18 a 20/4) o segundo workshop do projeto Justiça Bandeirante. Servidores de 23 comarcas da região se reuniram no Salão do Júri do fórum e nas dependências da Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp).

        O Justiça Bandeirante prevê a capacitação e a troca de experiências entre os servidores, a fim de proporcionar a utilização integral das funcionalidades do Sistema de Automação da Justiça (SAJ), melhorando a prestação jurisdicional. Ao longo do projeto, cada uma das dez RAJs sediará workshops para que grupos de servidores discutam, apresentem dúvidas e propostas para a plena aplicação dos recursos tecnológicos, funcionalidades e automação de rotinas cartorárias do SAJ. A Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal identificará e replicará em larga escala as práticas e experiências exitosas em cursos que serão ministrados, tanto na forma presencial como a distância, a partir de julho deste ano.

        No primeiro dia do workshop foi apresentada a exposição “Recursos SAJ e Produtividade: impacto do uso recomendado”, pelo analista de treinamento da Softplan, Rafael Mota. À tarde, os participantes se reuniram na Unaerp e, divididos em grupos de trabalho, compartilharam experiências. Ao final do dia, apresentaram relatórios para que a STI identifique as boas práticas e as dúvidas e necessidades.

        Na abertura do evento, o juiz assessor da Presidência Sylvio Ribeiro de Souza Neto afirmou que, já na primeira reunião entre o presidente e a equipe de juízes assessores, o desembargador Paulo Dimas destacou que um dos pilares de sua gestão seria a capacitação dos servidores. “Esta qualificação será continua e provavelmente ultrapassará a gestão”, disse.

        Também prestigiaram a abertura do workshop, o juiz diretor da 6ª RAJ e do Fórum de Ribeirão Preto, Luís Augusto Freire Teotonio; o juiz diretor do Fórum de São Carlos, Carlos Castilho Aguiar França; e a secretária da STI, Rosely Padilha de Souza Castilho. Teotonio deu as boas-vindas aos participantes: “Aproveitem bem este dia para troca de experiências e apresentação de dúvidas”.

        Rosely Castilho contou que o primeiro workshop, realizado em Campinas entre os dias 4 e 8 de abril, foi muito produtivo. “Conseguimos aliar o esforço de trabalho da STI e da Secretaria da Primeira Instância (SPI) com a vontade de aprender dos servidores. Eles perceberam que não estão sozinhos e que a implantação do processo digital é apenas um começo.”

    O workshop reuniu servidores das comarcas de Américo Brasiliense, Araraquara, Franca, Ibaté, Itápolis, Jaboticabal, Matão, Mococa, Nuporanga, Orlândia, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Pitangueiras, Pontal, Ribeirão Bonito, Santa Cruz das Palmeiras, Santa Rosa do Viterbo, São Carlos, São Joaquim da Barra, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, Sertãozinho e Taquaritinga.

 

        Comunicação Social TJSP – DI (texto) / RL (fotos)
        
imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail