TJSP realiza novo workshop do projeto ‘Justiça Bandeirante’

        Desde março, o Tribunal de Justiça de São Paulo tem investido na capacitação dos servidores para proporcionar a utilização integral das funcionalidades do Sistema de Automação da Justiça (SAJ), por meio do projeto Justiça Bandeirante. Ontem (19), teve início mais uma edição do workshop, que reúne servidores da 1ª Região Administrativa Judiciária (RAJ) – Grande São Paulo, no auditório da Fundação de Comércio Álvares Penteado (Fecap).

        O ponto de partida é a constatação de que a produtividade está ligada à forma como o sistema é utilizado. Escreventes, diretores e assistentes judiciários dos foros das Comarcas de São Bernardo do Campo, Santo André, e dos foros regionais da Lapa e Vila Prudente participam do projeto para receber capacitação e troca de experiências exitosas.

        O encontro foi iniciado pelo juiz coordenador da 1ª RAJ, Regis de Castilho Barbosa Filho, que elogiou a iniciativa da atual gestão em aprimorar a utilização completa das funcionalidades oferecidas pelo SAJ. “O sistema é uma vanguarda no Brasil e no mundo, e o treinamento, um programa de valorização dos recursos humanos que aposta na exaustão da automação. Vocês estão sendo convidados para participar da parte de desenvolvimento desse projeto e identificar as melhores práticas que o SAJ permite. Após a realização do diagnóstico, será feito um trabalho constante de aprimoramento”, afirmou.

        A diretora da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), Ana Lúcia da Costa Negreiros, explicou que a capacitação é constante e que sempre há algo novo a ser explorado. “O objetivo do encontro é achar alternativas no sistema para deixar a produção ainda mais eficiente. O compromisso hoje é de sermos agentes multiplicadores dessas funcionalidades. Precisamos aprender, por meio da troca de informações, o que pode ser otimizado”, finalizou.

        Em sua palestra, o analista de treinamento da Softplan, Rafael Mota, deu dicas sobre os recursos que podem ser utilizados em determinados procedimentos para facilitar o serviço, propiciando ganho de tempo e alterando a forma de gerenciar o processo. Ele também falou sobre produtividade, as funcionalidades mais impactantes, as melhores práticas, capacitação e reciclagens.

        No período da tarde, os servidores dividiram-se em grupos de trabalho e participaram de uma oficina para intercâmbio de informações. Debateram sobre dúvidas e entendimentos para aprimorar a utilização do sistema.

 

        Segundo dia – Nesta quarta-feira (20) foi a vez dos servidores das Comarcas de São Caetano do Sul e Diadema, e dos foros regionais Jabaquara e Itaquera, participarem do workshop.

        “Queremos entender, com clareza, os pontos que estão dificultando o trabalho de vocês. Com essas informações, prepararemos um conteúdo de efetivação de conhecimentos”, disse o juiz assessor da Presidência para assuntos de informática, Aléssio Martins Gonçalves. Ele explicou que o programa busca a plena utilização da tecnologia de forma mais produtiva para prestação jurisdicional. “A segunda fase do projeto está prevista para agosto, com reciclagens e criação de manuais de sistema. A capacitação do quadro vai melhorar o aproveitamento do SAJ e o serviço judiciário”, concluiu.

        Para a secretária da Tecnologia da Informação, Rosely Padilha de Souza Castilho, o “Justiça Bandeirante” é um gerador de mudanças. “Faremos um mapeamento de tudo. Com o final dessa primeira fase de workshop, começaremos a desenhar um novo cenário. Tenham certeza, os resultados logo aparecerão”, declarou. A reunião de trabalho também foi prestigiada pelo coordenador da Área de Informática do TJSP,  desembargador Luís Soares de Mello Neto, e pelo juiz substituto em 2º grau, Antonio Carlos Alves Braga Júnior.

        Amanhã será o último dia de workshop para os servidores da 1ª RAJ. A maioria dos participantes são servidores dos foros regionais da Lapa, Vila Prudente, Pinheiros e Penha de França. A primeira fase do “Justiça Bandeirante” se encerra na próxima quinta-feira (28), após diagnóstico com as comarcas da 8ª RAJ – São José do Rio Preto.

        Comunicação Social TJSP – AG (texto) / KS (fotos)
        
imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail