Notícia

TJSP promove palestra sobre prevenção do câncer de próstata e funcionários aderem à campanha
30/11/2017

O Tribunal de Justiça de São Paulo, por meio da Escola Judicial dos Servidores (EJUS), em parceria com a Secretaria da Área da Saúde (SAS), promoveu ontem (29) a palestra Novembro Azul – com prevenção, apoiamos e defendemos essa causa, na Sala do Servidor do Fórum João Mendes Júnior.

Ao abrir o evento, o juiz assessor da Presidência Sylvio Ribeiro de Souza Neto, que representou o presidente Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, afirmou que o assunto é muito relevante e que “a palestra servirá de estímulo à prevenção, já que podemos alcançar servidores de todo o Estado, que replicarão os ensinamentos a familiares e amigos”.

A médica Andréa Cavalanti Gomes deu início ao encontro agradecendo ao grande número de mulheres presentes na plateia, já que são “aliadas no cuidado de seus companheiros, irmãos, pais e amigos”, falou.

De acordo com médica, que é também assistente do Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e especialista em diagnóstico por imagem, o câncer de próstata requer um olhar atento. “A cada seis homens, um terá a doença; a cada 36 indivíduos do sexo masculino, ao menos um morrerá da doença; serão cerca de 60 mil novos casos em 2018; mas, há uma notícia boa dentro deste cenário: 90% dos tumores, se identificados no início, são curáveis”, informou.

Andréa também explicou sobre outros tipos de doença da próstata, como a hiperplasia prostática benigna (HPB) e a prostite. Alertou também sobre a incidência maior de casos de câncer na glândula em homens negros e acima dos 50 anos, e deu orientações sobre a alimentação. “Os alimentos bons ao coração também são bons para a próstata, e os ruins para o coração serão também ruins para a próstata. O segredo da vida é a moderação”, contou.

A médica foi didática ao explicar que o diagnóstico é feito a partir da combinação do exame físico (toque retal) e o de sangue (PSA), e que o diagnóstico só é confiável a partir da análise do resultado dos dois procedimentos. “A consulta com um urologista é muito importante, já que a partir dos 60 anos a chance de desenvolver um câncer triplica”, alertou.

Para terminar, ela insistiu que a prevenção é a melhor saída: “Começar a se monitorar a partir dos 40 anos, para quem tem histórico da doença na família, e aos 45, para quem não tem, é uma maneira muito eficaz de se proteger”, disse. Informou também que não há dados que indiquem que indivíduos vasectomizados tenham mais chances de desenvolver a doença.

A palestra contou com a participação de 350 inscritos nas modalidades presencial e a distância (EAD), que tiveram oportunidade de esclarecer dúvidas durante o evento.

Novembro Azul nos fóruns

Servidores de diversos fóruns do Estado também aderiram à campanha, que busca a conscientização a respeito da prevenção do câncer de próstata e sobre a importância da saúde masculina. Os funcionários dos fóruns de Hortolândia, Piracicaba, Ribeirão Preto, Sorocaba, Taboão da Serra e Penha de França vestiram azul em apoio a essa importante causa.

 

Comunicação Social TJSP – HS (texto) / AC e Divulgação (fotos)

imprensatj@tjsp.jus.br