Notícia

Coordenadoria da Infância e Juventude promove webinar "Guarda compartilhada em tempos de pandemia"
24/08/2020

A Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de São Paulo (CIJ) promoveu, na sexta-feira (21), o webinar “Guarda compartilhada em tempos de pandemia”. A conferência virtual, realizada em parceria com a Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) e com a Escola Judiciária dos Servidores (Ejus), foi ministrada pelo desembargador Antonio Carlos Malheiros, que é membro consultor da CIJ.

“É uma grande honra para mim participar deste evento que tem como palestrante o desembargador Malheiros em mais um evento para aprimorar nossos conhecimentos”, oficiou a abertura do evento o desembargador Reinaldo Cintra Torres de Carvalho, que é coordenador da Coordenadoria da Infância e Juventude. Em seguida, o juiz Paulo Roberto Fadigas Cesar, também membro da Coordenadoria, apresentou o orador como uma das maiores autoridades para falar sobre o tema proposto.

“Quando um casal está em fase de separação, por mais trabalhada que seja a situação de litígio, os filhos sofrem. Por isso, a melhor solução para estes filhos de pais separados é a guarda compartilhada”, considerou o palestrante no início de sua explanação. A problema, de acordo com o magistrado, é que “pouquíssimos casais exercem verdadeiramente a guarda compartilhada, que significa basicamente estar com os filhos todos os dias. Uma das razões é que, por mais próximos que sejam os pais separados, eles se acomodam, sem perceber, à vida profissional e social agitada, e um ou outro acaba por se acomodar e deixar para o outro a guarda da criança, o que resulta em uma guarda unitária com um regime de visitas, na realidade”. 

“O ideal é que a criança habite com um dos genitores e um e outro façam o cruzamento de tarefas durante todo o dia para estarem com a criança: um leva para a escola, o outro busca; os dois comparecem a uma reunião de pais e mestres, e enfim, por maiores que sejam as dificuldades sociais e laborais de cada um, estarão sempre juntos”, afirmou Malheiros. “Diante de toda a tecnologia que temos hoje, muitos pais vencem a situação de distanciamento por meio da comunicação virtual e mantêm o contato com os filhos à distância, da maneira que podem.“ 

O desembargador concluiu a palestra constatando que, apesar da tecnologia, não se pode ignorar que “guarda compartilhada, guarda unitária e regime de visitas não suportaram incólumes a pandemia. Estas qualidades efetivamente sofreram diante desse período difícil, além das questões de guardas e de visitas, e também de alimentos”, o que refletiu o aumento no número de desempregados e também de casais em separação desde o início da quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus. O magistrado respondeu a perguntas dos participantes. Mais de 980 pessoas participaram do webinar transmitida ao vivo. 

 

Comunicação Social TJSP – TM (texto) / Reprodução (foto)

imprensatj@tjsp.jus.br