APRESENTAÇÃO


O TJ Sustentável é um programa do Tribunal de Justiça de São Paulo que desde 2015 estimula o consumo consciente de recursos naturais e bens públicos entre servidores, magistrados e demais frequentadores do Judiciário. Tornou-se política pública permanente a partir da publicação da Portaria nº 9.396/17.

Trata-se de uma competição anual, onde os prédios do Judiciário paulista são incentivados a cumprir metas de economia. Em 2018, os itens selecionados foram: água (5%), energia (5%), papel sulfite (10%) e copos descartáveis (10%)


JOGO VIRTUAL

Cada unidade tem uma árvore virtual – que poderá ser visualizada na página do jogo a partir de junho – que fica mais frondosa de acordo com os índices de economia obtidos, também transformados em pontuação.

Ao final do jogo – que se estende de abril a outubro de 2018 (com inserção dos últimos dados no sistema em novembro) – o prédio com maior número de pontos é o vencedor. Como prêmio, recebe o “Selo Verde 2018”.

Também serão concedidos outros prêmios (divulgação ao longo da competição) às três unidades melhor classificadas, para sorteio entre os servidores.


APURAÇÃO DE RESULTADOS

O TJ Sustentável se desenvolve no período de abril a outubro de 2018 (com inserção dos últimos dados no sistema em novembro). Cada unidade participante tem sua média de consumo:

- Água e energia: médias baseadas nos consumos de janeiro a dezembro de 2017;

- Papel sulfite e copos descartáveis: médias baseadas na aquisição de material de janeiro de 2017 a fevereiro de 2018.

Mês a mês, os administradores prediais informam em um sistema informatizado os dados de consumo de água e energia e quantidade de papel sulfite (branco + reciclável) e copos descartáveis (água + café) adquirida. As unidades que atingirem as metas de economia estabelecidas ganham folhas em sua árvore virtual e pontos. Já as que superarem as metas, recebem elementos surpresas em suas páginas.



Confira os detalhes do TJ Sustentável no regulamento.