Notícia

EJUS conclui curso de Língua Portuguesa e redação forense
01/10/2018

A Escola Judicial dos Servidores (EJUS) encerrou na última sexta-feira (28), em sua sede, as atividades do Curso de Língua Portuguesa e redação forense,  com a coordenação dos servidores Walter Salles Mendes, Andrea dos Santos Fiuza e Miguel da Costa Santos.

Com 1.097 inscritos nas modalidades presencial e a distância, o curso contou com oito aulas quinzenais, tendo como objetivo central oferecer elementos da gramática e da redação jurídica para capacitar os participantes em relação aos aspectos linguísticos e às noções textuais, que poderão contribuir para uma atuação jurisdicional mais eficiente em termos comunicativos.

A aula de encerramento foi proferida pela servidora Karina Chamklidjian, que abordou o tema “Técnicas de redação forense (terceira parte)”. Ela discorreu sobre as características estruturais dos gêneros textuais mais utilizados na comunicação interna do TJSP (carta, e-mail, solicitação, bilhete etc.); os tipos de linguagem: formal, norma culta; os tipos de linguagem; e a escrita no dia a dia forense, entre outros.

A programação teve início no dia 15 de junho, com a explanação da também servidora Mônica Nardy Marzagao Silva, que trabalhou as regras de ortografia, o emprego do hífen e o uso da crase. Tratou ainda, nas aulas subsequentes, dos termos integrantes da oração e da aplicação prática da gramática.

Na sequência, o servidor William Augusto da Silva proferiu exposição sobre predicação verbal, verbos transitivos e intransitivos, verbos de ligação, predicativos, além dos tipos de predicado.  

Coube à servidora Marli Munhoz dar início aos estudos relacionados a técnicas de redação forense, abordando os princípios gerais da redação, como clareza, coerência, concisão e precisão.

A escrevente Sandra Cerqueira Barreto Maia, participante do curso, destacou a importância da iniciativa como meio de se conscientizar sobre o uso apropriado do vernáculo na rotina das atividades profissionais e pessoais. “Ressalto a forma como o curso foi estruturado, mesclando partes gramaticais e técnicas redacionais. É essencial que tenhamos recursos para que aperfeiçoemos a transposição de ideias para o papel, com exatidão, clareza, simplicidade e, principalmente, objetividade. Espero que esse seja o primeiro de outros inúmeros estudos direcionados nessa área”.  

 

EJUS (texto e fotos)