Notícia

Palestra promovida pela Caps aborda como lidar com o estresse
15/05/2020

A Coordenadoria de Apoio aos Servidores (Caps) e a Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) do Tribunal de Justiça de São Paulo realizaram ontem (14) uma palestra on-line para o público interno com o tema “Lidando com o estresse: buscando a autopercepção e o reconhecimento dos sentimentos”. A conferência foi ministrada pela psicóloga judiciária Nádia Oliveira, especialista em Direito Sistêmico, palestrante e facilitadora em constelações familiares. O evento teve o apoio da Escola Judicial dos Servidores (Ejus)  e está disponível para acesso na página da Caps, na intranet do TJSP, assim como as demais palestras promovidas pelo setor. 

A psicóloga falou sobre a sensação de vulnerabilidade e a falta de controle de determinadas situações, que podem causar estresse na maioria das pessoas, como é o caso do isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus. “É importante sabermos que o estresse é inevitável, mas não é ruim. Precisamos aprender a diferenciar as experiências de estresse que vivenciamos e como o corpo funciona e atua quando enfrenta essas situações”, afirmou. A especialista explicou que o estresse é um mecanismo inato do nosso corpo, que o coloca em estado de atenção e o prepara para responder a situações de risco por meio da luta, da fuga ou congelamento.

Nádia Oliveira abordou, ainda, a diferença entre medo, ansiedade e estresse. “O medo tem a ver com algo que é concreto, enquanto a ansiedade está ligada ao subjetivo; e o estresse é a reação bioquímica do corpo a ambos os eventos”, esclareceu. Ela também destacou que é necessário compreender e reconhecer o que acontece conosco, para encontrarmos a saída e ajudarmos o corpo a desligar os falsos alertas de estresse, causados por situações de ansiedade. Para a psicóloga, a prática de autocuidados físico, emocional, social e espiritual são a melhor maneira de desligar esses falsos alertas. 

Antes de encerrar o evento, a psicóloga esclareceu dúvidas dos servidores, que enviaram perguntas em tempo real, e deu dicas sobre como administrar a nova rotina de trabalho remoto e como lidar com os desafios que surgem deste novo momento: “A situação de isolamento nos surpreendeu e realmente precisamos nos readequar e  tentar fazer deste momento o melhor que pudermos. Precisamos fazer estas negociações, desligar nossos mecanismos de estresse e mudar o nosso olhar”, concluiu.

 

Comunicação Social TJSP – TM (texto) / KS (fotos)

imprensatj@tjsp.jus.br