Psiquiatras realizam palestras sobre dependência química e psicológica

Evento foi promovido pela EJUS e CAPS.

    A Escola Judicial dos Servidores (EJUS), em parceira com a Coordenadoria de Apoio aos Servidores (CAPS) e a Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), promoveu na última sexta-feira (12) o seminário “Dependências Químicas e/ou Psicológicas”, proferido pelos psiquiatras e psicoterapeutas Wimer Bottura Junior, presidente da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática (ABMP) e integrante do Grupo de Professores da cadeira de Psicologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), e Alfredo Toscano Junior, diretor científico da ABMP e médico pesquisador da Escola Paulista de Medicina (Unifesp). O evento realizado no fórum João Mendes Junior contou com cerca de 80 inscritos em modo presencial e 900 à distância.

    A palestra teve como objetivo conscientizar dos danos que o uso de drogas pode gerar ao ser humano, com foco principalmente no exemplo dos adolescentes. Segundo Bottura, um dos grandes problemas está na prevenção, em especial na falha do Poder Público em promover campanhas adequadas. Toscano também concordou com os problemas na prevenção do uso de entorpecentes e ainda acrescentou que dificuldades políticas agravam a situação. “Um problema grande também está na nossa política. A política pública é igual para todos, por isso não tem êxito. Não temos um foco essencial no indivíduo, na pessoa”, afirmou.

    Ao final da exposição os palestrantes receberam das mãos do coordenador do CAPS, desembargador Carlos Otávio Bandeira Lins, o certificado da Escola Judicial dos Servidores.

 

    Comunicação Social TJSP – JL (texto) / RL (fotos)

    imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail