PJ é homenageado na comemoração do 87º aniversário do Movimento Constitucionalista de 1932

Ibirapuera ficou repleto para o 9 de Julho.

        O Poder Judiciário do Estado de São Paulo prestigiou a solenidade comemorativa do 87º aniversário do Movimento Constitucionalista de 1932, na manhã de ontem (9), em frente ao Mausoléu ao Soldado Constitucionalista, no Parque do Ibirapuera, e alguns de seus integrantes foram homenageados com a “Medalha Constitucionalista”, instituída pela Sociedade Veteranos de 32 – MMDC, por meio do decreto 29.896/69. Entre eles, o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, e o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin.
        Durante a cerimônia houve, ainda, a outorga da “Medalha João da Costa Machado – Herói de 32”, instituída pelo Núcleo MMDC “Sargento João da Costa Machado” da Sociedade Veteranos de 32 – MMDC, por meio do decreto 62.819/17. Entre esses homenageados, recebeu a medalha o ex-presidente do TJSP, desembargador José Renato Nalini. Também prestigiaram a cerimônia o vice-presidente e corregedor do TRE-SP, desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Júnior; o corregedor-geral do Tribunal de Justiça Militar de São Paulo, Avivaldi Nogueira Junior; o ex-presidente do Tribunal de Justiça Militar de São Paulo, coronel Antonio Augusto Neves, representando o presidente da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis) e o juiz da 1ª Vara da Família e das Sucessões da Comarca de Ribeirão Preto, Ricardo Braga Monte Serrat.
        A cerimônia, organizada pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel PM Marcelo Vieira Salles e pelo presidente da Sociedade de Veteranos de 32 – MMDC – coronel PM Mário Fonseca Ventura, contou com a presença do governador, em exercício, Rodrigo Garcia, que recebeu a continência, antes da execução do Hino Nacional Brasileiro, da transmissão do Comando do Exército Constitucionalista (senhor Edson Galvão recebeu o comando do senhor José Francisco Ferraz Luiz), da leitura da Ordem do Dia, da declamação da “Oração Ante a Última Trincheira”, do sepultamento das cinzas dos heróis Antonio Manoel da Silva, Ezequiel Nogueira Pinto, Gino Struffaldi, José Cesar Castro, Rugerio Fecchio e Geraldo Faria Marcondes. Após esses atos, ocorreu a entrega das medalhas e o desfile cívico, dividido entre desfile militar e desfile civil. 
        A
Revolução Constitucionalista de 1932 foi o movimento armado ocorrido no Brasil, onde o estado de São Paulo visava à derrubada do governo provisório de Getúlio Vargas e à instituição de um regime constitucional, após a supressão da Constituição de 1891 pela Revolução de 1930. Atualmente, 9 de julho é a data cívica mais importante do estado de São Paulo. No total, foram 85 dias de combates (de 9 de julho a 2 de outubro), com saldo oficial de 934 mortos, embora estimativas, não oficiais, reportem 2.200 mortos, sendo que inúmeras cidades do interior sofreram danos devido aos combates.

        Mais fotos no Flickr.

        Comunicação Social TJSP – RS (texto) / RL (fotos)
        imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail