Acusado de matar menina em São Roque é condenado a 34 anos de prisão

Outros dois acusados ainda serão julgados.

 

        O Tribunal do Júri da Comarca de São Roque condenou, nesta segunda-feira (21), Júlio Cesar Lemos Egresse à pena de 34 anos de prisão, em regime inicial fechado, e pagamento de 15 dias-multa, pelos crimes de homicídio com quatro qualificadoras (motivo torpe, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e assegurar a ocultação e impunidade de outro crime), sequestro e ocultação de cadáver.

        Consta da denúncia que em junho do ano passado o acusado praticou os crimes em companhia de um casal, após sequestrar a menina Vitória Gabrielly, então com 12 anos, por engano, quando ela andava de patins nas proximidades de sua casa, em Araçariguama. De acordo com o apurado nas investigações, o crime foi praticado por motivo de vingança envolvendo dívidas com o tráfico de drogas.

        Na sentença, o juiz Flavio Roberto de Carvalho destacou a extrema frieza do acusado ao praticar o crime, calculista e com requintes de sadismo. Lembrou, ainda, que o histórico do réu demonstra que ele sempre esteve envolvido em crimes graves, inclusive de vida, o que reforça sua personalidade desviada. Cabe recurso da sentença. 

         

        Comunicação Social TJSP – RP (texto) / AC (foto)

        imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail