Conheça a Judi, robô virtual do TJSP que auxilia no atendimento ao cidadão

Chatbot esclarece dúvidas sobre Juizados Especiais.

 

        A partir de hoje (17), todos os internautas que acessam o site do Tribunal de Justiça de São Paulo visualizam a Judi, robô virtual que esclarece dúvidas sobre os Juizados Especiais Cíveis. A assistente virtual é uma ferramenta desenvolvida pelo TJSP, com a missão de ajudar os cidadãos que mais precisam, uma vez que os Juizados são a principal forma de democratização do acesso à Justiça e se destinam à resolução de causas de menor complexidade, popularmente conhecidas como pequenas causas.

        O universo jurídico pode ser considerado complexo por quem não faz parte dele. Quando uma pessoa quer ingressar com uma ação, por exemplo, é comum não saber por onde começar, quais documentos ter em mãos e, até mesmo, se é necessário ou não ter um advogado. Não são raros os casos em que o cidadão procura uma vara apenas para obter essas informações iniciais. Pensando em agilizar esse atendimento e facilitar a vida do jurisdicionado, o TJSP criou a Judi. “O Tribunal tem buscado consistentemente inovar na forma como interage com o cidadão e com o profissional da área jurídica e a implantação da Judi é um passo muito importante nessa jornada de transformação que visa trazer mais agilidade, eficiência e produtividade para a Justiça paulista”, afirma a juíza Paula Lopes Gomes, assessora da Presidência.

        Lançada em 10 de outubro, a assistente virtual passou pela “fase beta”, estágio inicial para aprimoramento do software. No primeiro mês, de um até 10% dos usuários do site (aleatoriamente) visualizaram a robô. O percentual foi aumentando gradativamente e, hoje, atinge os 100%. Nesse período, mais de 7.400 pessoas conversaram com a Judi e esse material foi fundamental para que os técnicos avaliassem as formas de interação, melhorando a comunicação do chatbot. “Sou advogada e fiz uma simulação para obter informações, como se eu fosse uma pessoa que não conhece muito bem a área Jurídica ou os trâmites forenses. Achei a iniciativa ótima! Funciona muito bem e sem dúvida é uma melhoria na relação entre o Poder Judiciário paulista e os jurisdicionados. O TJSP está de parabéns”, escreveu uma usuária ao final do atendimento. O software “aprende” conforme a utilização e perguntas e se torna cada vez mais inteligente e assertivo.

        Inicialmente, a Judi responde dúvidas ligadas ao JEC, setor mais procurado diretamente pelo jurisdicionado, mas o objetivo é que outras áreas de atuação sejam inseridas, ampliando e aprimorando cada vez mais o atendimento. 

 

        Sobre os Juizados Especiais Cíveis – têm como intuito resolver causas de menor complexidade com mais rapidez, buscando, sempre que possível, o acordo entre as partes. Recebem ações cujo valor não exceda 40 salários mínimos. Para as causas de até 20 salários mínimos não é obrigatória a assistência de advogado. As demandas mais recorrentes são Direito do Consumidor (como as ações contra companhia aéreas), cobrança de aluguel, colisão de trânsito, planos de saúde, entre outras. No Estado de São Paulo, existem 346 varas do Juizado Especial Cível e 69 anexos universitários de Juizados Especiais Cíveis, que prestam serviços à população e fazem a primeira triagem para as documentações necessárias. “O cidadão continuará tendo de ir ao Juizado, mas a ideia é que, com a ajuda inicial da Judi, a triagem seja mais assertiva e ele já compareça ao local com as documentações necessárias para dar entrada na causa”, afirma a juíza.

 

        Comunicação Social TJSP – CA (texto) / JT (arte)

        imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail