Nosso outubro continua rosa

TJSP apoia campanha de prevenção do câncer de mama.

 

    Nova Iorque, Estados Unidos, 1990: a Fundação Susan G. Komen for the Cure realiza a primeira edição da Corrida pela Cura, evento para arrecadar fundos para pesquisas e combate ao câncer de mama. Antes da corrida, um laço cor-de-rosa foi distribuído aos participantes. Nascia, assim, o “Outubro Rosa”, movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, com o compartilhamento de informações sobre a doença e de ações que viabilizem o acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuam para a redução da mortalidade.

    O Tribunal de Justiça de São Paulo participa do movimento Outubro Rosa e, há sete anos, promove palestras sobre o tema, além de campanhas de conscientização e prevenção da doença e ações solidárias, como cortes de cabelo para doação a instituições que confeccionam perucas para mulheres em tratamento quimioterápico. No entanto, com o ano de 2020 marcado pela pandemia de Covid-19 e o isolamento social como medida de contenção da doença, atividades presenciais foram inviabilizadas e as ações do Tribunal na campanha passaram por algumas adaptações.

    O Corte Solidário, por exemplo, é realizado, desde 2016, no Palácio da Justiça, com o apoio de uma rede de cabeleireiros e ONGs que confeccionam perucas. Além dos fios doados na ação, os valores arrecadados com os cortes sempre foram destinados para organizações de combate ao câncer. Diante da impossibilidade de realizar o evento nas dependências do TJSP, a Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), por meio da Diretoria de Assistência e Promoção de Saúde, elaborou uma lista com nove instituições que recebem doações de cabelos para confecção de perucas destinadas às pessoas em tratamento de câncer ou de outras doenças (veja quadro na próxima página). A lista terá ampla divulgação por e-mail institucional e nas redes sociais, site e intranet do TJSP. “Durante a quarentena, muitas pessoas deixaram de cortar os cabelos, então tivemos a ideia de indicar locais que recebem doação das mechas para estimular a solidariedade com quem está em tratamento quimioterápico e necessita elevar a autoestima”, relata Andrea Cristina Menezes Pires Correa, coordenadora de Apoio à Promoção de Saúde (SGP 4.3).

    Também por meio das redes sociais e e-mail, outra ação prevista para o dia 15 é a Campanha de Prevenção do Câncer de Mama e de Colo do Útero. Com vistas à redução da mortalidade, um texto informativo sobre a doença será divulgado com o intuito de conscientizar a população e fazer com que as pessoas busquem os serviços de diagnóstico. Em seguida, no dia 20, a SGP promoverá a palestra on-line “Prevenção em quatro tempos”, com o médico Valter da Cunha Sales. O evento é voltado ao público interno, com acesso pela plataforma Microsoft Teams. “O câncer de colo uterino, que já esteve em primeiro lugar no Brasil, é o terceiro maior responsável pela morte por câncer das mulheres brasileiras, atrás apenas do câncer de mama, que é o segundo”, aponta Valter Sales.

    Relatórios recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e sua Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC, sigla em inglês) revelam que o câncer de mama é o mais incidente em mulheres no mundo, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Ele representou cerca de 25% do total registrado em 2018, com aproximadamente 2,1 milhões de casos novos a cada ano. É a quinta causa de morte por câncer em geral e a causa mais frequente de morte pela doença em mulheres. No Brasil, o câncer de mama também é o mais incidente em mulheres de todas as regiões do país, segundo pesquisa do Instituto Nacional de Câncer (Inca). O estudo também revela que, para o ano de 2020, foram estimados 66.280 novos casos. “A questão do aumento de casos se deve, também, à melhoria nos diagnósticos. Atualmente, é possível garantir ao paciente, senão a cura, uma melhora na qualidade de vida”, ressalta o médico. Mas ele completa: “Ainda é um número muito grande de casos e de mortes, sem dúvida, e é o segundo tipo de câncer que mais mata entre as mulheres. Por isso, a prevenção é importante para que os índices de óbito pela doença diminuam.”

 

Gesto simples e cheio de valor

Escolha a instituição de sua confiança para doar cabelos e ajude a causa

 

São Paulo

Cabelegria: https://www.cabelegria.org/#Doe-seu-cabelo

Rapunzel: http://www.rapunzelsolidaria.org.br/como-doar/

Instituto Amor em Mechas: https://amoremmechas.com/home

Solidariedade em Fios: https://www.saopaulo.sp.gov.br/projeto-solidariedade-em-fios/

Alegria de viver: https://www.alegriadeviver.org.br/doar-cabelo

Mais Estilosa: https://www.maisestilosa.com/2017/02/como-doar-cabelo-para-pessoas-com-cancer-hospital-cabelegria-rapunzel-solidaria.html?m=1

Icesp: http://www.icesp.org.br/humanizac/voluntariado

 

Campinas

Ong Hospitalhaços: http://www.hospitalhacos.org.br/hospitalhacos-e-sua-eterna-vocacao-para-fazer-sorrir/

Tesoura Sem Ponta: http://www.tesourasemponta.com/

 

 

    N.R.: texto originalmente publicado no DJE de 7/10/20.

 

    Comunicação Social TJSP – DM (texto) / LF (layout)

    imprensatj@tjsp.jus.br

 

    Siga o TJSP nas redes sociais:

    www.facebook.com/tjspoficial

    www.twitter.com/tjspoficial

    www.youtube.com/tjspoficial

    www.flickr.com/tjsp_oficial

    www.instagram.com/tjspoficial

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail