TJSP dá seguimento ao projeto “Justiça Bandeirante” na EPM

        O TJSP deu continuidade hoje (21) ao projeto Justiça Bandeirante para servidores da 1ª Região Administrativa Judiciária (RAJ), na Escola Paulista da Magistratura (EPM). Até quinta-feira (23), escreventes, diretores e assistentes judiciários dos foros das comarcas de Cotia, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Suzano e Taboão da Serra terão a oportunidade de trocar experiências e levantar sugestões para aprimoramento do Sistema de Automação Judiciária (SAJ). 
        O juiz coordenador da 1ª RAJ, Regis de Castilho Barbosa Filho, destacou na abertura que o SAJ é o sistema “mais sofisticado do Brasil, sem paralelo em outros lugares do mundo, de modo que, abrindo novos caminhos, o nosso processo judicial vai se consolidando cada vez mais como uma referência nacional e internacional”.
        Ele também assinalou a natureza inacabada do sistema, frisando o papel dos servidores como os artífices de sua construção. “O Justiça Bandeirante reflete a adoção de uma política pública de automação e a regionalização para a implantação de procedimentos padronizados com qualidade. É para angariar e replicar conhecimento de forma contínua que estamos tratando aqui.” 
        Regis de Castilho destacou ainda o aspecto de valorização dos servidores pelo Tribunal, por meio de medidas “umbilicalmente atreladas ao conhecimento do SAJ”, como a busca da melhoria do regime remuneratório, a perspectiva de uma carreira bem estruturada e de condições de aperfeiçoamento contínuo. 
        Também compuseram a mesa de trabalhos a secretária de Tecnologia da Informação do TJSP Roseli Padilha Castilho e a diretora da STI 8, Ana Lúcia Negreiros, responsável pelo projeto.

        Justiça Bandeirante 
        O projeto “Justiça Bandeirante” consiste no desenvolvimento de workshops com a participação de servidores dos ofícios judiciais e gabinetes de primeira instância, conduzidos por integrantes do Comitê do Programa de Gestão e Eficiência do Sistema SAJ. O objetivo da iniciativa é adotar as melhores práticas para trabalhar com o processo digital, previstas pelo projeto, lançado no último dia 15 de março pelo presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti. As atividades do projeto para a 1ª RAJ iniciaram-se em 10 de maio e prosseguem até o final de julho.

        Comunicação Social TJSP – ES (texto e fotos)
        imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail