TJSP inicia segunda fase do projeto Justiça Bandeirante na EPM

        O TJSP iniciou, na última sexta-feira (30), na Escola Paulista da Magistratura (EPM), a segunda fase do Justiça Bandeirante, programa de gestão por eficiência do Sistema de Automação da Justiça (SAJ) nas unidades do Tribunal paulista, com a participação de servidores da Secretaria Judiciária e da Segunda Instância.
        
Em mensagem gravada em vídeo e transmitida aos participantes na abertura dos trabalhos, o presidente do TJSP, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, assinalou o sucesso da primeira fase do projeto, realizado nas dez Regiões Administrativas Judiciárias (RAJs), cujo principal resultado foi um diagnóstico das dificuldades do sistema, constatadas por servidores e magistrados que o manuseiam. “Já estamos alcançando bons resultados, porque, nos últimos meses, o nosso Poder Judiciário bandeirante é o mais produtivo do Brasil. Agora vamos partir para o enfrentamento das dificuldades verificadas e superá-las. Tenho certeza que alcançaremos uma grande produtividade ao final dos treinamentos, e contamos com a dedicação e o comprometimento de todos para que possamos vencer esse grande desafio de melhorar o Judiciário”, conclamou Paulo Dimas.
        
O juiz assessor da Presidência Tom Alexandre Brandão, integrante do comitê do Justiça Bandeirante, falou sobre a dimensão do projeto e sua relevância. “Não é somente um treinamento ou capacitação, é um encontro de todos os que fazem o Tribunal andar. Vocês verão que pequenas mudanças na rotina ou na forma de trabalho dos gabinetes podem ter um impacto gigantesco para a melhoria de produtividade nos cartórios de segundo grau”, destacou, apontando ainda o impacto não só no sistema eletrônico, mas no sistema de Justiça, “porque isso é uma questão de cidadania, de cuidado com a coisa pública”.
        
As virtudes e o acerto do programa como atividade congregadora e convergente das múltiplas ideias para o aprimoramento funcional do Judiciário foram citadas por alguns participantes do encontro, como o Joel Serafim de Abreu, chefe de seção judiciário.  “A união de ideias é o que gera inovação para benefício de todos.”
        
Das impressões de três escreventes de gabinete, emergiu uma palavra-chave, que traduz a necessidade e o valor da união de esforços sempre que está em jogo a excelência da criação coletiva: “Integração”.
        
“Integração cartório e gabinete traz melhores resultados ao fim destinado – mais eficiência e qualidade do serviço prestado pelo TJSP”, diagnosticou Kiyomi Teruya Akamine. “Considero excelente a ideia de se realizar o workshop para discussão dos temas relacionados ao SAJ, principalmente pela integração entre funcionários de diferentes setores”, manifestou-se Luís Guilherme Ribeiro Guimarães. “Momento importante de reciclagem, integração e motivação ao trabalho”, sintetizou Ester Júlia de O. M. Santos.
        
Também compuseram a mesa de trabalhos as secretárias do TJSP Rosely Padilha de Sousa Castilho (Tecnologia da Informação) e Elaine Ruy Magalhães (Judiciária); a diretora da STI 8, Ana Lúcia da Costa Negreiros; e o servidor Luiz Carlos Garcia Cardoso, integrante da equipe estratégica do Justiça Bandeirante.
        
Justiça Bandeirante
        
O projeto Justiça Bandeirante consiste no desenvolvimento de workshops com a participação de servidores dos ofícios judiciais e gabinetes de primeira e segunda instâncias do TJSP, conduzidos por integrantes do Comitê do Programa de Gestão e Eficiência do Sistema SAJ. O objetivo da iniciativa é buscar a utilização integral das funcionalidades do sistema para a melhora substancial nas atividades judiciárias, adotando-se as melhores práticas para trabalhar com o processo digital.
        
Algumas das sugestões coletadas nos encontros e debates da primeira fase já motivaram a revisão de modelos institucionais pela Secretaria de Primeira Instância e verificação da rede lógica pela STI, proporcionando sensíveis melhorias no sistema.

       
        Comunicação Social TJSP – ES (texto e fotos)
        
imprensatj@tjsp.jus.br

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail